O projecto era inicialmente mais ambicioso, incluindo a construção de dois novos pavilhões, um destinado a Pediatria e outro para Infecto-contagiosas. Agravamentos orçamentais obrigaram a alteração ao Projecto Inicial, limitando-o à construção, montagem e equipamento de um pavilhão em material pré-fabricado, destinado a um serviço de Pediatria, com um gabinete de consulta próprio e respectiva sala de espera e onde foram criadas 19 camas, 3 das quais numa enfermaria mais pequena que permite o isolamento de casos mais graves.
Foi adiada a construção de um pavilhão destinado às doenças infecto-contagiosas, bem como as remodelações na estrutura já existente.

Com a criação deste pavilhão de Pediatria foi possível no entanto libertar as instalações ocupadas no serviço de Medicina e transferir para lá os doentes de Infecto-Contagiosas, que assim, deixam livres as camas que ocupavam no Serviço de Cirurgia, e onde constituíam factor de risco acrescido para o doente cirúrgico, sempre mais vulnerável a qualquer contágio.

Além disso o Serviço de Cirurgia passou a contar com um maior número de camas, permitindo a criação de uma sala de Cuidados Intermédios / Intensivos para os doentes cirúrgicos.

Construção de Edifício e Dotação de Equipamento - Novo Serviço de Pediatria, Hospital Rural do Songo, Tete, Moçambique

Em Moçambique as camas dos serviços de pediatria são, na maioria dos hospitais e, o Songo não é excepção, camas de adultos que permitirem que as mães acompanhem as crianças a tempo inteiro numa tentativa de minimizar as consequências da falta de pessoal de enfermagem.

imagens da construção - betonagem do pavimento, montagem da estrutura metálica e das paredes, acabamentos interiores.
imagens da construção - betonagem do pavimento, montagem da estrutura metálica e das paredes, acabamentos interiores.
descarregando o equipamento hospitalar: a incubadora e uma cama